Filtração

FIBROKLAR K e L

ADJUVANTES DE FILTRAÇÃO FIBROSOS CONSTITUÍDOS POR CELULOSE, PERLITE E KIESELGUHR

 

 

  • TIPO DE FILTRAÇÃO: ESTERILIZANTE

EKS

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,15-0,25

EK1

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,20-0,40

EK

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,40-0,60

KS50

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,50-0,80

KS80

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,60-1,00

 
  • TIPO DE FILTRAÇÃO: FINA

K100

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 1,00-3,00

K150

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 2,15-4,00

K200

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 3,00-5,50

 
  • TIPO DE FILTRAÇÃO: GROSSEIRA

K250

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 4,00-9,00

K300

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 5,00-12,00

K700

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 6,00-15,00

K800

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 7,00-18,00

K900

TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 8,00-19,00

 

 

SUPRADISC

MÓDULOS LENTICULARES COM MEIO FILTRANTE EM CELULOSE.

 

 

  • CLARIFICAÇÃO

PROFILE II

CLARIFICAÇÃO - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 2,0/3,0/5,0/7,0/10,0

 
  • PRÉ-FILTRAÇÃO

PRECART PP II

PRÉ-FILTRAÇÃO - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 2,0/3,0/5,0/10,0

PROFILE STAR

PRÉ-FILTRAÇÃO - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 1,5/3,0/5,0

ULTIPOR GF+

PRÉ-FILTRAÇÃO - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 1,0/2,0

 
  • FILTRAÇÃO FINAL

MEMBRACART XL

FILTRAÇÃO FINAL - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,45/0,65

ULTIPOR N66

FILTRAÇÃO FINAL - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,45/0,65

OENOPURE

FILTRAÇÃO FINAL - TAMANHO DO PORO (MICROMETRO): 0,45/0,65

 

 

FILTRAÇÃO TANGENCIAL OENOFINE

SISTEMA QUE PERMITE A ESTABILIZAÇÃO PROTEICA E FILTRAÇÃO TANGENCIAL

OENOFIL

SISTEMA AUTOMATIZADO DE FILTRAÇÃO FINAL COMPOSTO POR 3 ETAPAS

SISTEMAS OENOFLOW XL

SISTEMA DE MICROFILTRAÇÃO TANGENCIAL

PALETES DE FILTRAÇÃO

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO SOB MEDIDA

MEDIÇÃO DO ÍNDICE DE COLMATAGEM

EQUIPAMENTO PARA A MEDIÇÃO DO ÍNDICE DE COLMATAGEM

PALL TRONIC COMPACT

EQUIPAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DO TESTE DE INTEGRIDADE

 

 

BACTILESS

Para redução da população bacteriana em vinhos.
Biopolímero de quitosano e quitina-glucano de origem fúngica (Aspergillus niger) que permite reduzir a população de bactérias acéticas e láticas viáveis nos vinhos não afetando a população de leveduras. 

BACTILESS

Mais Info

LEVEDURAS INATIVAS

Artigos científicos: Influência da estirpe de levedura e da adição de leveduras inativas nos polissacáridos do vinho.

leveduras inativas
Mais Info