Espumante

A utilização de leveduras encapsuladas dispensa a preparação do pé-de-cuba e também a utilização de adjuvantes de removimentoComo as leveduras estão dentro de uma cápsula, o vinho mantêm-se sempre límpidoTodas as trocas de solutos como a entrada de açúcar e saída de álcool e outros produtos resultantes da autólise da levedura que vão enriquecer o vinho são efectuadas entre o vinho e o interior da cápsula.

PROELIF

PRODUÇÃO DE VINHO EFERVESCENTE ATRAVÉS DE MÉTODO CLASSICO SEM REMOVIMENTO

 

 

A produção de espumantes com leveduras livres obriga à preparação de um pé-de-cuba vigoroso, de modo a garantir que no momento da introdução em vinho haja uma população mínima activa de 1 milhão de células/mL de vinhoEstes protocolos além de fastidiosos são também longos, podendo demorar até cerca de 5 diasA utilização de leveduras livres também obriga ao recurso de produtos de colagem de modo a permitir a realização do removimento.

  • PRODUTOS DE TIRAGEM

DV10

FRANÇA - CHAMPAGNE [SELECCIONADA POR CIVC]

EC1118

FRANÇA - CHAMPAGNE [SELECCIONADA POR CIVC]

QA23

PORTUGAL VINHOS VERDES [SELECCIONADA POR CVRVV/PROENOL/UTAD

ADJUVANTE 40

XAROPE DE AÇÚCAR INVERTIDO.

TANINO DE TIRAGEM LÍQUIDO

MISTURA DE TANINOS DE GALHA E CASTANHEIRO.

CLAR T SPECIAL TIRAGE

COMBINAÇÃO DE TANINOS DE GALHA E CASTANHEIRO COM UM SUPLEMENTO EM COBRE.

OPTIWHITE

LIE QUE MANTÉM FRESCURA AROMÁTICA AUMENTANDO A REDONDEZ EM BOCA

 
  • ADJUVANTES DE REMOVIMENTO

ADJUVANTE 83

ADJUVANTE À BASE DE BENTONITES EXTREMAMENTE PURAS.

ADJUVANTE 92

ADJUVANTE À BASE DE BENTONITE E ALGINATO.

ADJUVANTE MO

ADJUVANTE À BASE DE BENTONITE E ALGINATO.

 

 

Bactérias Enológicas Selecionadas

Atuam como ferramentas de Biocontrolo sobre a Brettanomyces

 

Punchy

Mais Info

Inovações e Noticias sobre Bactérias Enológicas Selecionadas
Bactiless

Biopolímero (quitosano + quitina-glucano) 100% natural para a redução da população bacteriana em vinhos.

Baciless