Os vinhos espumantes naturais são vinhos que adquirem a sobrepressão em dióxido de carbono através de uma segunda fermentação alcoólica em ambiente fechado.

(ler mais...)

Para que este processo ocorra nas melhores condições os vinhos devem reunir as seguintes características: máximo de 11,5% vol. de álcool, uma boa acidez e baixa concentração de cálcio e potássio. Os vinhos devem estar estáveis a nível proteico e tartárico e serem submetidos a uma filtração esterilizante antes da adição das leveduras para a segunda fermentação. A produção de espumante pode ser realizada pelo método Charmat (em cuba fechada) ou através do método clássico (em garrafa). Em ambos os métodos é possível a utilização de leveduras livres ou encapsuladas (Proelif).

 

A produção de espumantes naturais tem 2 etapas fundamentais: tiragem e degorgement. Na tiragem são adicionados as leveduras e o licor de tiragem para que ocorra a segunda fermentação. O degorgement é a última operação enológica a realizar no vinho e consiste na remoção do depósito de leveduras e na introdução do licor de expedição que permite realizar as últimas afinações e que é em muitos casos o “SEGREDO” que diferencia muitos produtores.

ESPUMANTES

Espumantes
A solução para produzir Espumante através do Método Clássico SEM removimento.
Espumantes
A solução para produzir Espumante através do Método Charmat
Espumantes
LeveduraSaccharomyces cerevisiae var. bayanus
Espumantes
Levedura Saccharomyces cerevisiae var. bayanus
Espumantes
LeveduraSaccharomyces cerevisiae var. bayanus
Espumantes
Aumento da persistência e diminuição de sensações de amargor e secura
Espumantes
Efeito antioxidante, melhoria das sensasões em boca, intensidade e persistêcia da espuma nos vinhos.
Espumantes
Reequilibra a acidez natural do vinho
Espumantes
Ácido láctico para vinhos
Espumantes
Solução de glucose + frutose
Espumantes
Antioxidante especificamente desenvolvido para prevenir a oxidação de compostos sensíveis ao oxigénio garantindo a proteção do vinho utilizando menos dióxido de enxofre.